Chegou a hora de desengavetar

suas ideias. Uma editora com a sua cara para colocar seu livro no mundo. Trabalhamos com e-book e livros impressos em papel. Já são mais  de 20 títulos publicados.  Tá esperando o quê?

Publique seu livro com a Editora Bagageiro.

A gente cuida de tudo para você. O texto tá pronto? Então vamos publicar! 

Neste trabalho teorizo e analiso questões de pesquisas realizadas entre 2015-2018, acerca das ocorrências e dos desafios que os multiletramentos, através de práticas de escritas colaborativas no Facebook impõem ao ensino tradicional – analógico de leitura e escrita – até então, presentes nas ações pedagógicas da escola de educação básica. A presença cada vez mais prematura e efetiva de aplicativos de redes sociais nos cotidianos familiar e social tem promovido deslocamentos linguísticos, culturais e cognitivos nesta geração de “conectados”. Isto, por sua vez, fez com que eles – nativos digitais – absorvessem as vicissitudes das linguagens sociossemióticas provenientes das vivências on-line. Estes “cidadãozinhos digitais” fazem novas provocações às metodologias do ensino de escrita, cristalizadas e defendidas pela escola, contrariando a geração de praticantes de multiletramentos na web. 

Robério Pereira Barreto

Professor Doutor da Universidade do Estado da Bahia, escritor e pesquisador.

COMUNICAÇÕES LITERÁRIAS: REGISTROS REFLEXIVOS” é um livro inovador que contém produções individuais, autorais, de estudantes de pedagogia e de docentes da universidade.


Os textos dos estudantes foram produzidos a partir do território criativo das palavras, desvendados por seus escritores, partindo de estudos e vivências de seus autores, apresentando as avaliações, historiadas em pequeno escritos, em pequenos fractais, com autoanálise, descrevendo um pouco sobre o caminhar particular dos acadêmicos no componente curricular LIJ, trabalhado em 2019, utilizando-se para tanto da criatividade presentes em diversos gêneros textuais, deixando assentado a comunicação literária. As produções dos estudantes são tessituras firmadas em formatos de cartas e poemas, reveladas através da beleza semiótica e da arte de um dizer peculiar.


Além dos textos dos estudantes, o livro conta com artigos de professores pesquisadores, convidados, das áreas de formação e linguagem, trazendo aspectos originais para a arquitetura da obra. 

Miriam Passos

Organizadora. Professora Mestra da Universidade do Estado da Bahia e escritora.

Clique para ouvir o Podcast do livro ''Comunicações Literárias''

00:00 / 03:15

"Ainda não atinei com os motivos que levaram José Carlos Vaz - ou simplesmente Vaz - a escolher-me para prefaciar seu livro. Admito a hipótese de que a deferência vise homenagear a mim, o amigo conterrâneo que sempre se interessou pelos seus curiosos casos relacionados com nossa terra natal - nossa querida Jequié. Ou seria ainda pelo respeito demonstrado para com os seus arroubos, pertinácia e feitos de homem determinado perante os maiores desafios? Ou,finalmente, a ecolha de meu nome teria sido motivada pelas ‘‘ confabulações filosóficas esporádicas’’ que de vez em quando ou quando em vez, nos atinamos para levar a cabo a presente empreitada?

Catarse é um convite para a purificação do nosso ser, de tudo quanto os nossos  sentidos tem visto e ouvido das mazelas da vida.  Induzo-o a você leitor, deliciar-se e purificar-se com estes  belos poemas."

Jorjão Rocker

Prefaciador do livro Catarse

"E o que é a poesia senão o despertar para a importância das pequenas coisas? A poesia de Flor de lis nos esclarece esta questão de uma forma tão clara, que ao terminar a leitura nos percebemos envolvidos numa ternura sem igual. Recordar momentos, reviver sentimentos e conhecer melhor suas pessoas nos transportam para algo familiar. Sua linguagem clara e afetiva faz com que sintamos sua poesia como se fosse nossa, pois nos colocamos em cada palavra, cada saudade, cada emoção...Isso não é de se estranhar,  pois a poetisa em questão é o afeto em pessoa, seja no campo profissional,  como educadora dedicada e defensora das causas sociais, seja no pessoal, como mulher amorosa, justa e honesta consigo e com o outro. O livro explora temáticas diversas, que passeiam entre reflexões pessoais, saudades, amores e amizade, além do orgulho. Orgulho sim! De se reconhecer mulher negra, mãe, professora,  militante, enfrentando uma sociedade cada dia mais desigual."

Danielle Vieira

Prefaciadora do livro 

WhatsApp Image 2020-07-07 at 20.36.39.jp

lançamento

setembro 2020

Conselho Editoral

Nosso selo está comprometido com publicações acadêmicas, literatura infantil e literatura brasileira nas categorias: crônica, conto, romance e poesia. Nosso objetivo é promover a produção escrita de autores baianos, com carreira independente ou que desejam ser agenciados pela Editora Bagageiro.  

 

O Conselho Editorial  da Editora Bagageiro é composto por especialistas de notória capacidade e de reconhecimento nacional e internacional nas áreas da linha editorial da Editora Bagageiro. Tem função consultiva e pode ser chamado para dar parecer em material submetido para publicação, dar sugestões na linha editorial da Editora e sugerir números temáticos e projetos especiais. 

CONSELHO VIGENTE 2020 - 2021

Adriano Eysen   -    Daniel Cruz   -   Edvan Lessa   -    Giuliana Almeida   -  Jorge Henrique

Lilian Almeida  -  Maurício Alves  -   Miriam Passos   -  Robério Barreto  -  Yasmin Nogueira

RECEBA INFORMAÇÕES SOBRE PUBLICAÇÕES, EDITAIS E EVENTOS LITERÁRIOS

Isso é Arte de mulher!

Livro-experiência justificado em duas razões: um de natureza técnico-científica e outra de natureza político-social. Em primeiro lugar pretende-se que este e-book contribua com a produção teórica sobre arte em ambientes digitais para aqueles dispostos a compreenderem melhor a temática e/ou desejem se utilizar dos resultados para pôr em prática uma forma dinâmica de comunicação e acesso do público a sua produção. Por seguinte, os relatos de artista contidos aqui assumem e reconhecem a importância de políticas de apoio ao fomento e distribuição do trabalho artístico, ou seja, imagina-se que se faz importante na medida em que levanta reflexões e discussões que possam vir a contribuir com o despertar da consciência coletiva sobre a importância de se conectar de forma mais acessível acerca das artes visuais. Tendo ainda a perspectiva de que este livro se entrelaça com questões de gênero tais como o fazer e saber feminino e suas memórias transversais.

PUBLICAÇÃO

COLETIVA

COMO PUBLICAR PELA EDITORA BAGAGEIRO?

PUBLICAÇÃO INDEPENDENTE

A Editora Bagageiro faz a gestão da produção editorial para o autor. Isto é, cuida de diagramação, registro de obra, revisão,

capa e impressão do livro com um orçamento acessível.  O autor é dono absoluto dos direitos autorais e responsável pelo conteúdo da obra.

PUBLICAÇÃO AGENCIADA

Através de contrato de publicação e agenciamento, a Editora Bagageiro assume a produção editorial do livro e o gerenciamento de careira do escritor pelo prazo mínimo de 24 meses e tem participação sobre as vendas diretas (livros) e indiretas (eventos e projetos), tem participação nos direitos autorais.

O primeiro passo é a gente se conhecer!