A biografia da paisagem em ''Rio de tudo isso II'', de Ana Fraga - #LeiAldirBlanc

As cidades de Cachoeira e São Félix se separam e se unem pelas águas do Rio Paraguaçú. Uma das mais belas paisagens do Recôncavo baiano ganha destaque no trabalho da artista visual performer, Ana Fraga.


Nascida em São Félix, no Recôncavo baiano, Ana Fraga estudou Artes Plásticas e é Mestre em Artes Visuais pelo PPGAV/UFBA. Em 2008 foi contemplada pela primeira vez com o prêmio Matilde Matos, resultando na sua primeira individual intitulada Bonecas #2, uma roupa, No ano de 2009 recebe pela segunda vez o mesmo prêmio com o projeto Tombado e foi destaque na Bienal do Recôncavo com a obra Vista-se NÃO Vista-se . Foi premiada nos Salões Regionais de Artes Plásticas da Bahia nos anos de 2008 e 2009. Em 2013 recebe mais um prêmio da FUNCEB para realização de sua segunda exposição individual Nós. Em 2017 participou de uma residência em Portugal como continuação da obra Tombado.


Com um currículo consistente, a produção artística de Ana Fraga está ligada a questões sociais e de gênero. O eixo dos seus trabalhos têm sido a mulher e os tipos de violência que afetam a sociedade contemporânea usando as linguagens da Performance, da Instalação e do desenho.

A artista faz parte do grupo de Pesquisa pela UFRB sobre Arte e Espiritualidade e do Conselho Municipal de Cultura e atua com projetos junto ao Coletivo de Mulheres Catarina do Paraguaçu, realizando oficinas e/ou coordenando projetos.



A intervenção Rio de tudo isso II, que aconteceu no dia 11/04 nos portos de São Félix e Cachoeira, chama atenção para os aspectos ambientais e de conservação do Rio Paraguaçu. O trabalho de Ana Fraga é uma narrativa fluida que se costura em etapas. Em Rio de tudo isso II o processo começou com a artista navegando pelas águas do Paraguaçu com o objetivo de coletar água de regiões diferente do rio, passando pelo etapa de congelamento dessas águas e culminando na intervenção urbana onde seu copo se apresenta como um corpo-obra.


''No intuito de abordar as diversas potências e experiências sentidas é que permito-me mergulhar em intervenções artísticas da qual intitulo de Rio de Tudo Isso II criada exclusivamente para o Prêmio Jorge Portugal. Este projeto aborda sobre um conjunto de entendimento sobre o ser humano na contemporaneidade e sua relação com o espaço natural que os cerca, e do qual neste projeto abordarei a relação que temos com o Rio, o grande Paraguaçu.'', aponta a artista.



O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal


Acompanhe mais informações sobre o projeto nas redes sociais da artista.

Acesse: https://fragamariaana.wixsite.com/riodetudoisso

Instagram: https://www.instagram.com/ana.fraga.f/

Facebook: https://www.facebook.com/ana.fraga.5209